Um fórum para tu partilhares as tuas fan fictions sobre os Tokio Hotel, onde também poderás encontrar notícias e muitas mais coisas sobre eles.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 25 minutos com Tom Kaulitz

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
TokioFan
On the Edge
On the Edge
avatar

Mensagens : 583
Points : 14065
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 22
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Sex Jul 23, 2010 3:15 pm

LOL, adorei! Mais! Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Ter Jul 27, 2010 2:31 pm

Obrigada pelo comentário Razz



8º Capítulo

Fui à bilheteira novamente e ninguém me reconheceu….Até acho que a rapariga gostou do meu novo visual…estava só a olhar para os meus músculos. Voltei para ao pé do Jack com os bilhetes. Deviam ter visto a cara dele quando me viu com os bilhetes, parecia que tinha visto Deus. Vendo bem nem é assim tão diferente, eu sou o “sex gott”.

Fomos comprar umas pipocas para o filme e depois entrámos. A sala tem muito pouca gente, ou melhor quase ninguém. Bem, é a mesma coisa. O filme tem um bom nome e parece-me ser interessante.

- papá vamox pás filas da fente pa vermos melhor – diz ele. Não concordo, lá atrás vê-se muito melhor. Mas pronto, ele é pequenino e vou-lhe fazer a vontade.

Sentamo-nos na primeira fila e o Jack já começou a comer as pipocas.

Já passaram 45 e cinco minutos de filme, até está a ser interessante, mas já vi bem melhores. O Jack ainda não tirou olho do ecrã e de vez em quando solta uma gargalhada. Começo a assustar-me com o comportamento dele, isto é perversidade a mais para uma criatura tão pequena.

- pai, a minha pilinha está contente demais… - ele olha para mim sério. Mau….não estou a gostar da conversa. Será que ele já………alguma vez? – o que é que eu faxo pa ito paxar? – ufff afinal nunca usou as mãozinhas.

- Não fazes nada… Tens que esperar até ser grande para depois poderes fazer aquilo que aqueles senhores estão a fazer. – apontei para o ecrã.

- tu já fixeste o que eles estão a faxer? – Ai ai e agora o puto tramou-me – como é que ixo xe chama? – olha sério para mim e abana-me para eu lhe responder. E agora? Bem, o melhor mesmo é contar-lhe, qualquer dia ele vai ter que fazer e se for como eu começa bem cedo.

- Já, já fiz. E chama-se sexo. Tu quando fores maior também vais fazer com a tua namorada. – sorrio para ele. Ok…ele está a olhar para mim confuso, se calhar não devia ter dito que ele ia fazer aquilo com a namorada.

- Mas poque é que faxem ixo? – ele põe as mãos dele sobre as minhas para eu responder. Boa e agora como é que eu lhe explico isto? Então...eu faço sexo porque é bom.

- Então fazemos isso porque é bom – passo a mão pela cabeça – digamos que fazemos isto para a nossa pilinha voltar ao normal. – Só espero que ele agora não me faça mais nenhuma pergunta. Acho que respondi à altura.

- então eu peciso de faxer ixo agora papá- Neutral O QUÊ? O meu Deus o que é que eu lhe fui dizer… - e depois também vou deitar aquele líquido branco?

- Não, só as pessoas grandes é que deitam e tu ainda não podes fazer isso porque senão cai-te o cabelo. – que desculpa tão esfarrapada, espero bem que ele acredite – Agora vê o filme que já deve estar a acabar.

O filme acabou. Volto com o Jack para o WC e vestimos as nossas roupas normais.

OMG o Jack ainda está IN. Digam-me o que é que eu faço a este puto? Ok..eu sou tarado mas ele abusa. Neutral E se ele chega a casa e tem aquilo assim? A mãe dele vai desconfiar e depois vai-me perguntar o que é que eu tive a fazer com ele e depois vai descobrir que eu e ele fomos ao cinema ver um filme porno e depois vai matar e depois nunca mais vou ver o Jack. O que é que eu faço?

Voltámos para o carro e eu fui levá-lo a casa. Opá ele está tão feliz agora só espero que a mãe dele não descubra senão vai-me fazer a cabeça. Mas porque é que eu estou a falar outra vez na mãe dele? Aquela parva…estragou-me a vida. E ainda ganhou algum dinheiro extra com as entrevistas que deu para as revistar cor-de-rosa a falar mal de mim. Agora ela nem connosco trabalha, foi despedida depois do que fez, bem feito. Aliás ela até falou da nossa noite, que só tinha durado 25 minutos e isso assim…Coitada, se durou pouco a culpa foi dela, uma inexperiente. Ela não interessa mesmo a ninguém…


Querem mais? xD
beijos^^

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
TokioFan
On the Edge
On the Edge
avatar

Mensagens : 583
Points : 14065
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 22
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Ter Jul 27, 2010 2:43 pm

Mais! Adorei Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Qua Jul 28, 2010 4:41 am


Gott, o que ele foi dizer à criança... xD agora, vai-me arranjar uma namorada só para coise -.- xDD
Está bonito de ver o Tom versão pai xD

Mais ^^

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Qui Ago 05, 2010 10:59 am

Obrigada pelos comentários Very Happy

9º Capítulo


Estou a caminho de casa no meu popó. Eu acho que este carro foi mesmo feito para mim…também é bonito, elegante, rápido….perfeito. Só agora é que reparo no banco e….Neutral está roto. AI MAS EU MATO O PUTO. O banco tem um buraquinho, de certeza que foi ele com a porcaria do skate que trouxe no outro dia. Eu tenho que ter uma conversa com ele, este carro é novo! NOVO. Que raiva. Os estofos são em pele e agora? Não quero ver o meu carro com um remendo.

Dirijo-me para casa, tenho que beber para esquecer isto. Tadinho do meu popó :c . Vou para o quarto e atiro-me para a cama. Pois é…agora a minha cama está sempre vazia. Sabem há quanto tempo é que eu não vejo uma fisga? 3 meses...estou-me a aguentar muito bem.

O meu telemóvel está a tocar…não me apetece nada esticar o braço até à mesinha de cabeceira para atender, mas olha…pode ser alguma coisa importante. Lá estico o braço e atendo. É a estúpida da Lizy, ai mas eu vou matar o puto outra vez. Ai vou, vou. Fomos apanhados, aposto que ele lhe contou tudo. Ela está-me aqui a dar um sermão e dizer que eu sou pior que o puto e isso assim….Boa, muito bem menino Jack. Aposto que foi contar à mamã que vimos o filme. Não quero mais conversas com ele, e escusa de fazer carinha de fofo porque eu agora não vou cair nessa outra vez.

[Anjo] Tom…não podes ser assim, ele é uma criança. E para além disso a Lizy tem razão, foste pior que ele. Quando é não, é não. Ele tem que aprender a aceitar um “não” e tu não tens que fazer tudo para o agradar.

[Diabo] Olha Tom..não ligues a esse paneleiro de branco. Se o puto fosse meu filho já tinha apanhado e não era pouco e a mãe dele já nem estava aqui para contar a história. Esse puto só te veio criar problemas…tens que te livrar dele.

Parem os dois! Só dizem porcarias…mas e agora o que é que eu faço? Não tarda e a Lizy aparece aqui com o miúdo e eu não posso negar….OK..vá se calhar até fui um bocadinho irresponsável mas ela exagera.

Tal como disse, passaram 10 minutos e eles estão aqui. O puto levou o bilhete para casa como recordação e a jararaca apanhou-o. Fogo! Ela estraga sempre tudo. Ok…fomos ver um filme assim, ele é pequeno e tudo mais, mas também ele qualquer dia ia ver.

- Olha Tom, tu és um irresponsável. – pois claro…e ela não, que engravidou porque dizia que estava apaixonada. Que tristeza… - Ele é pequeno. Tu vês bem as coisas que lhe ensinas? Vês? – ai mas eu tenho-lhe um ódio…O miúdo até está com medo dela.

- Ouve lá, mas tu pensas que és o quê? A super mãe é? Graças a ti, o nosso filho é um inculto, não sabia nada nesse campo. Querias que os amiguinhos dele gozassem com ele? Hã? – coitadinho do Jack, ele está escondido atrás de mim com medo da mãe.

Ela dá-me um estalo. Possas doeu… E sai com o Jack. Esperem que ela agora vai ver… Eu puxo-a com força para mim, e a aperto-lhe o braço.

- Tu não brincas comigo Lizy. Muito menos dar-me um estalo! Não me queiras ver fora de mim – digo eu sério. Olha tenho que lhe por respeito. – Voltas a tocar-me com essas mãos sujas e eu acabo contigo. – atiro-a para o chão – e mais uma coisinha…Voltas a fazer mais um escândalo desses e eu tiro-te o Jack – mal disse isto ela pega na Jack e sai de casa num instante. Pelos vistos resultou.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
TokioFan
On the Edge
On the Edge
avatar

Mensagens : 583
Points : 14065
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 22
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Qui Ago 05, 2010 11:02 am

Adorei!
Posta mais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Qui Ago 05, 2010 12:14 pm

Wow, ele passou-se!! :O
Acho que ela vai fazer queixa dele ou assim... Ai, porque é que eles não se dão bem??

Posta rápido!

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Sex Ago 06, 2010 5:59 am

Olá meninas Very Happy
obrigada mais uma vez Razz

Kelly o Tom não se dá bem com ela por tudo o que ela lhe fez. Primeiro, tratava-o mal como tudo "sem razão" achava ele. Depois veio a descobrir que ela tinha engravidado dele de propósito e que lhe tinha escondido o filho. Se eu fosse o Tom acho que também estaria assim...


10º Capítulo




Passaram quatro dias e ainda não vi o Jack. Nem Jack, nem Lizy. Começo a ficar preocupado. O melhor mesmo é ir a casa dela ver se eles estão lá. Pego nas chaves do carro, agora tenho um porta-chaves novo que o Jack fez para mim, não é nada de especial mas como foi ele que fez vou guardá-lo. Dirijo-me para o meu popó, agora quero ver o que é que se passa.

Finalmente cheguei a casa dela e vejo um placar a dizer “vende-se”! Quê? Mas como é que a casa dela está à venda? Será que ela não tinha dinheiro para pagar as prestações e tiraram-lhe a casa? A culpa é toda minha, eu devia dar-lhe mais dinheiro por mês, em vez de 1000 deviam dar 1500. E agora? Onde é que eles se meteram? Oh meu Deus, e eu não desconfiava que eles estavam a passar por problemas económicos. O melhor é ligar para ela.

Ligo para ela e nada, parece que a chamada foi recusada. Volto a ligar e rejeitam outra vez a chamada. Oh meu Deus queres ver que eles foram assaltados? O meu pequenino pode estar em perigo e eu aqui na boa, eu pago o que quiserem desde que me devolvam o Jack. O melhor é ligar outra vez.

Passaram 20 minutos e ainda estão a recusar as chamadas, se eles tivessem sido assaltados ou até mesmo raptados não iam rejeitar uma chamada do famoso Tom Kaulitz se queriam ganhar dinheiro. Já que ninguém atende vou procurar os familiares dela, acho que a mãe dela mora aqui perto, vou passar por lá.

São 19h, finalmente cheguei à casa da mãe dela. A casa e grande, mesmo muito bonita. O jardim é encantador, cheio de flores de todas as cores, acho que nunca tinha visto tantas flores diferentes. Abro uma cancela e vêm a correr até mim quatro cães enormes com vontade de me morder. Ai mãezinha onde é que eu me fui meter. Dizem que não devemos fugir dos cães, mas se eu não correr o mais que puder, tenho a certeza que me mordem. Corro até ao meu popó e tranco-me no carro. Ops…deixei a cancela aberta e os cães fugiram. Neutral A mãe dela vai matar-me ou se calhar até não se eu me pirar daqui o mais rápido possível. Anoto o número de telefone que estava na caixa do correio e arranco.

Lar doce lar, de novo em casa e sem novidades. Corre até ao meu quarto, atiro-me para a cama, como sempre, e disco o número de telefone da mãe da Lizy.

Passado 10 minutos…

Vadia, vagabunda, ai mas eu vou acabar com a raça dela. Quando eu lhe puser as mãos em cima vou-lhe arrancar aquelas penas, uma a uma. Ai vou, vou. Com que então a menina Lizy mudou-se para Paris. Mas ela ainda não percebeu que não se pode esconder de mim? Eu vou para lá e é já.


*******
quero comentários Razz
beijos^^

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Sex Ago 06, 2010 8:27 am

Pois, és capaz de ter razão...
Ai quando ele a apanhar...

Próximo!

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
TokioFan
On the Edge
On the Edge
avatar

Mensagens : 583
Points : 14065
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 22
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Sex Ago 06, 2010 9:38 am

Tou mesmo a ver que o Tom vai mata-la assim que a vir! XD

Mais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Dom Ago 08, 2010 2:16 pm

Olá meninas Very Happy
Muito obrigada Razz
Aqui vai mais um capítulo desta comédia xD


11º Capítulo


Passou um dia e eu já cheguei a Paris. E agora onde é que eu os vou encontrar? Paris ainda é grande…mas eu faço tudo pelo meu filho! Começo numa ponta da cidade e acabo na outra. Ou então paro um bocado para pensar em tudo isto. Se ela quer fugir de mim…não ia para uma cidade tão conhecida como Paris e dizia à mãe dela para não contar a ninguém…Bem, mas não sei, o melhor é procurar.

Tenho tantas saudades do Jack. Mal posso esperar para o ver e beijar aquelas bochechinhas fofas, como as minhas, pelo menos elas também dizem que eu tenho umas bochechinhas fofas e a minha mãe cada vez que eu vou lá a casa aperta-me as bochechas…Já sou um bocadinho grande para essas coisas não?! Pois é…também tenho saudades da taradice dele, era tão engraçado.

De volta ao Hotel e sem notícias, já contratei pessoal para também procurá-los na cidade. Agora só tenho que esperar…porque é que a mãe dela me ia mentir?! Estou cansadíssimo, acho que nunca andei tanto na minha vida. Ainda por cima estava todo pelintras para ninguém me reconhecer, mas mesmo assim elas faziam-me olhinhos…eu sou demais.

Os dias passam a correr. Já estou aqui à uma semana e não há novidades. Vasculhámos a cidade toda e nada. Pelos vistos a mãe dela estava enganada…Vou voltar para a Alemanha, lá sempre tenho o conforto da minha família neste mau momento. A Lizy não me podia ter feito isto, eu disse aquilo só para lhe meter medo…e pelos vistos resultou, mas não como eu queria. Que raiva!

No aeroporto, isto está tudo muito calmo, o que não é habitual. Mas também, agora para mim nada é habitual. Parece que está tudo trocado na minha vida…Aconteceu tudo muito depressa e acho que nestes três meses amadureci mais do que durante estes 20 anos…O Anjo estava certo…eu agora sou um pai babado, no entanto perdoar a cabra da Lizy..nunca, lá nisso o Diabo tinha razão! Ela é uma víbora, é isso. Imagino o que ela deve estar a falar mal de mim ao Jack. Sempre gostou muito de se fazer de vítima. Ops…está na hora de ir para o avião.

Nas alturas….

Odeio andar de avião, tenho pavor a isto…Mas pelo menos é mil vezes melhor do que perder um filho. Só me apetece desaparecer, sinto-me mesmo mal. Mas porque é que ela fez isto comigo? Não tinha o direito! Olho para lá da janela, e até parece que vejo o Jack desenhado no céu…Gostava tanto que tivesses aqui Jack…seco uma lágrima que escorre pelo meu rosto…odeio quando isto acontece. Os homens não choram!

- Desculpa estar a incomodar-te mas estás bem? – não faço a mínima ideia de quem seja, mas pelos vistos viu-me chorar. Isto não podia ter acontecido. Oh mas agora que reparo bem nela, é linda.

- Não é nada, deixa estar. – viro a cara. Não quero que ninguém me veja assim. Devo ter os olhos vermelhíssimos, ainda a assusto. Oh que disparate, também estou a exagerar. Eu sou lindo por isso não devo ficar assim tão mal.

- A sério podes desabafar – ela pega-me na mão. Não resisti e olhei para ela. Tem uns olhos encantadores. Muito bonita mesmo… - Eu sei que estás mal, e escusas de mentir. Dá para ver nos teus olhos – será que estão assim tão vermelhos?!

- É verdade….Mas deixa lá. Não tarda e fico melhor – volto a olhar para a janela. Confesso que me sinto observado…será que ela ainda não percebeu quem eu sou? Toda a gente me conhece.

- Eu sou a Melanie, Melanie Hagen mas podes tratar-me por Mel – sorri. Oh meu Deus ela é uma autêntica perdição. Loira de olhos azuis, tem o nariz perfeito e uma boca bastante apetecível. É muito simpática mas acho que ainda não me reconheceu.

- olá, eu sou o Tom Kaulitz... – sorrio. Ela fica um pouco pensativa. Claro. Toda a gente conhece os gémeos Kaulitz. Ela é perfeita…só agora é que reparo...tem as mamas grandes, não muito mas serve. Tem tudo no sítio.

- Eu acho que já ouvi o teu nome em algum lado… - sorri – Ah já sei…és daquela banda Alemã... – eu sabia que toda a gente me conhecia. Sou o melhor… - Olha..mas o vocalista é mesmo um rapaz? – Ahahahah se o Bill estivesse aqui já se tinha passa, mas eu sou gémeo dele, se ela quiser eu posso comprovar-lhe que somos meninos…

- Ele é meu gémeo… - olho para as minhas mãos à espera que ela diga qualquer coisa, o habitual. “Ó a sério? Não parece mesmo nada, tu és muito mais bonito que ele.”

- A sério? Não parece mesmo nada, vocês são os dois meios estranhos…mas pronto. - -.- mas o que é que ela pensa que é? Todos gostam por isso ela não deve ser excepção! – Vestem-se duma maneira um pouco esquisita – hum…ok. Ela chama de estranhos às pessoas que são originais…está certo.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
TokioFan
On the Edge
On the Edge
avatar

Mensagens : 583
Points : 14065
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 22
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Dom Ago 08, 2010 2:22 pm

Que LOL
Ele a armar-se em bom e ela vira-se a dizer que ele são estranhosXD LOL

Mais já sabes!


Última edição por TokioFan em Seg Ago 09, 2010 8:14 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Seg Ago 09, 2010 8:11 am

Já estou a adorar a Mel xDD grande barra que ele levou xD
Só espero que a Lizy e o Jack tenham voltado à Alemanha!

Posta mais!

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Ter Ago 10, 2010 11:52 am

Olá Very Happy

TokioFan xD ya, eu fiz isso mesmo de propósito. Ele tudo convencido e depois "cof cof cof" xD Adorava que isso lhe acontecesse mesmo na vida real. Adorava ver a cara dele. OBrigada pelo comentário, beijos.

Kellyzinha Razz Pois é, também adorei o que ela lhe fez. Mas também podia tê-lo poupado um bocadinho xD Ele estava numa fase má... Pois, não sei se a Lizy e o Jack voltaram Rolling Eyes quer dizer, saber até sei, mas não te posso contar. Vais descobrir neste capítulo Razz Obrigada pelo comentário, beijos.



12º Capítulo


- Somos originais! – toma! As verdades têm que ser ditas, mas o melhor mesmo é mudar de conversa porque isto já não me está a agradar… – Então e tu és a Alemã? – Para além da maioria das alemãs serem feias existem excepções e ela pode ser uma delas.

- Não, os meus pais é que são – sorri. Tirando a parte das roupas esquisitas, ela até está a ser muito agradável – eu vim visitá-los. Também já estou cheia de saudades do meu afilhado, o Jack – o quê? Que engraçado, tem o mesmo nome que o meu filho. Até já acho o nome bonito só por ser dele.

- O meu filho também se chama Jack, também estou cheio de saudades dele… - quem me dera que ele estivesse aqui ao pé de mim. Aposto que ia adorar conhecer a Mel.

- Que engraçado. Pois, mas o meu afilhado só descobriu que tinha pai à pouco tempo… - isto parece-me familiar – mas sinceramente não sei quem é o pai, a Lizy nunca quis dizer. - Neutral está tudo explicado. A Mel é prima da filha da mãe da salamandra a Lizy – Agora também vou lá para saber notícias sobre isso, gostava de conhecer o pai dele.

- Eu sou o pai do teu afilhado, ou seja o pai do filho da tua prima Lizy. – ela olha para mim boquiaberta – Ouve lá mas eles estão onde? – pergunto eu. Queres ver que a mãe dela me mentiu? Ai mas se mentiu tá feita comigo. Vou-lhes tirar o Jack num abrir e fechar de olhos.

- Mas…..mas…..tu … és o pai do Jack? – pergunta um pouco alterada – Logo vi que não prestavas! Como é que tiveste a lata de deixar a minha prima sozinha e grávida? Hã? Não tens mesmo vergonha na cara. Tu rejeitaste o teu filho achas que isso se faz? – pergunta-me ela, elevando a voz. Ai mas aquela Lizy vai pagá-las. Então eu para a família dela é que sou o mau da fita, tou a ver que sim! E a menina Lizy e a sua mamã é que criaram esta mentira toda.

- Ouve lá mas tu por acaso conheces-me de algum lado para falar assim de mim? A parva da tua prima nunca me disse que estava grávida de mim, e se ela ficou grávida foi porque ela quis! Isto foi tudo armação dela. Há três meses atrás descobri a coisa mais importante da minha vida – deixo cair uma lágrima, mas limpo-a rapidamente – e agora a tua prima quer tirar-ma.

- Espera lá…mas eu já não estou a perceber nada…..

- Ela fez um escândalo por causa de eu ter mostrado uma cena ao Jack, e eu disse-lhe que se ela voltasse a fazer alguma coisa do género tirava-lho. Então ela fugiu com o Jack, e eu fiquei 4 dias sem os ver. Preocupado, fui à casa dela, mas já estava à venda. Então lembrei-me que a mãe dela morava lá e perto e fui lá só que aconteceu um imprevisto e tive que ir embora. Mais tarde liguei para a mãe dela e ela disse-me que a Lizy tinha ido com o Jack para Paris. Vim para Paris. Corri tudo à procura deles e nada, afinal era tudo armação! – digo irritado.

- tens a certeza?

- Não brinco com estas coisas. Elas andaram a gozar com a minha cara e eu não admito isso. – olho para ela. Espero bem que acredite porque eu estou a dizer a verdade.

- A minha prima sempre foi estranha Tom. Mas acredita que ela ama mesmo o Jack. Ele é tudo para ela. - Até pode ser tudo para ela mas para mim também! E graças à priminha dela já não o vejo à uma eternidade..Sim, porque uma semana e meia para mim é uma eternidade. Já podia ter comido umas 11 gajas e estou aqui à procura do meu filho, porque a mãezinha dele deu em brincar às escondidas.

- Pois, e também é tudo para mim. Tu achas que ela tem razão? Achas que ela me pode impedir de ver o meu filho? Ele adora-me, e aposto que deve estar cheio de saudades minhas se a tua priminha já não lhe tiver feito a cabeça.

- Então…era por isso que estavas com aquela cara, à bocado? – ela olha séria para mim, acho que acreditou no que eu disse. É mesmo verdade. A Lizy não presta, mas que raio de mãe fui eu dar ao meu filho. Mas também não tive escolha….

- Sim…Estou a dar em doido com isto tudo! – não sei porquê mas acho que estou a ficar com as bochechas vermelhas – Mas eu vou lá a casa da tua tia e levo o Jack.

- Tu é que sabes….

O avião aterra e eu apanho um táxi até à casa da mãe da Lizy. Bato à porta e ninguém responde. Ok não me vão abrir a porta, já sei, mas que se lixe, subo pela janela. Corro até ás traseiras e vejo uma janela aberta. Mas isto é muito alto….vamos lá ver. Afasto-me da parede para ganhar balanço e pulo para entrar naquele mínimo quadradinho. Bolas e agora? Fiquei preso, tenho metade do corpo dentro e a outra parte fora. Hum….se aparece algum violador e me vê assim eu nem quero imaginar o que vai ser de mim.

*******

Gostaram? ^^

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
TokioFan
On the Edge
On the Edge
avatar

Mensagens : 583
Points : 14065
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 22
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Ter Ago 10, 2010 11:57 am

Adorei!

Mais, já sabes!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Ter Ago 10, 2010 2:44 pm

Esse rapaz só se mete em aventuras xD afinal a Mel é prima da Lizy! :O
Acho que a culpa de tudo é da mãe da Lizy! Ela é que mentiu ao Tom e, se calhar, a Lizy nem queria que ela dissesse aquilo ao Tom...
Bem, só quando postares outro é que vou descobrir Razz

Beijinhos**

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Qui Ago 19, 2010 12:16 pm

Olá, obrigada meninas pelos comentários :D
Aqui vai mais um...

13º Capítulo


Acertei em cheio, ahahah estou no WC, por isso é que o quadrado era assim tão pequeno. E sabem que mais? A empregada está tomar banho. Tom concentra-te, o que te trouxe aqui não foi a empregada mas sim o teu filho. Sinto alguma coisa a deslizar pelas minhas pernas a baixo. São as calças -.- mas que porcaria de cintos.

:| Merda! Estou a ouvir cães…isto não é nada bom e acabo de ouvir um piropo “ Ó jeitosa” . Será que tenho o rabo assim tão bem feitinho para parecer que é de mulher? Bem, também o que é que esperavam de mim? Eu sou perfeito.

Aiiiii! Os cães estão a tentar morder-me as pernas! Quando eu os apanhar vão ver. São mesmo idiotas como as donas. :| Já foram. Ei! Foram caras. Vão-me pagar umas calças novas!

- :| Ahhhh – que empregada histérica – Mas…Tu não és o Tom dos Tokio Hotel? – eu sou mesmo bom..e olha que ela também não é nada de se deitar fora….

- Sou…mas agora cala-te e ajuda-me aqui. – Eu sou tão gentil…. – Sabes se a tua patroa está em casa? – pergunto enquanto ela me ajuda a entrar. Deviam ter visto a cara dela quando reparou que eu estava só de boxers…. – Porcaria dos cães -.-
Estragaram-me umas calças novas.

- Se a minha patroa te vir assim não vai gostar – sorri. Ai não que não vai. O que ela queria mesmo era ver o meu material. Mas não lhe posso mostrar…ela ainda tem um ataque de coração por ver uma coisa assim tão grande.

- Pois, eu quero que a tua patroa se lixe. Ela está por aqui ou não – pergunto eu apressado. Cá para mim ela quer é conversa….

- Então o sexgott estava a espiar-me a tomar banho. Olha, será que me podias dar um autógrafo? – pois pois, autógrafos…A minhas noitadas começam sempre assim…Ai já não se fazem raparigas como antigamente..Agora é só desavergonhadas…

- Depois. – saio do WC. E vou à procura da bruxa da mãe da Lizy. Ouço barulhos duma bola..se calhar é o Jack que está a brincar com uma. Corro até lá e….

Vem o Jack a correr ter comigo.

- papá… - pula para o meu colo. Só tive tempo de proteger o Tommy, senão acho que ele me tinha acertado em cheio com os pés. Ele é tão fofinho e eu estava com tantas saudades dele. Só me apetece fugir com ele dali, mas se o fizesse ainda estava a a ser pior que a vagabunda da mãe dele – tive tantax xaudadex tuax. Ainda gotax de mim? – ohh tão fofo. Os olhinhos dele estão tão brilhantes…

- Claro que sim – atiro-o ao ar – eu nunca vou deixar de gostar de ti – sorrio. – tu és o meu menino perverso…. – afinal não se esqueceu de mim. Ainda bem, e agora até era uma boa altura de fugir com ele, mas não. Quero falar com a mãe dele e dizer-lhe que a vou pôr em tribunal. Eu quero a custódia do Jack.

- :| pai…o que é que tax a faxer só de cuecas… - ei! Isto não são cuecas, são boxers. E até estou bem sexy…pelo menos a empregada gostou – eu tenho umax axim do xpider man .

- Isto não são cuecas, são boxers. Eu não gosto de coisas apertadas….

- Eu cá goto. A minha namorada é apertadinha… - ok…:| será que ele experimentou alguma coisa enquanto eu não tive fora? Lá estou eu a inventar se calhar ele deve estar a falar da roupa interior dela..Mas então como é que ele viu? :| não pode ser… - ela também uxa cuecas apertadihas, eu goto de ver. – ai meu Deus, e continua o mesmo taradão de sempre, Mas porque é que eu ainda fico espantado com isto? Ele é sempre assim…

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
TokioFan
On the Edge
On the Edge
avatar

Mensagens : 583
Points : 14065
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 22
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Qui Ago 19, 2010 1:08 pm

Adorei!
Quero mais! :D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Qui Ago 19, 2010 3:09 pm

Tal pai tal filho xD
O Jack é mesmo perverso!! :O

Mais, já sabes ^^

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Sab Set 04, 2010 6:15 am

Olá meninas *-*
Ainda bem que estão a gostar desta fic, isto é mesmo uma comédia misturada com um pouco de perversão xD Mas também vindo do Tom o que é que se esperava? lol
O Jack é bem pior...é verdade Kelly :p
Aqui vai mais um capítulo, espero que gostem Wink

14º Capítulo

- Então e a tua mãe? Onde é que ela está? – Cá para mim ainda está com o jardineiro…que grande mãe. O miúdo aqui sozinho e ela deve andar na vadiagem.

- Ela tá na coxinha a faxe o bolo pa mim, – pronto…enganei-me por pouco. – Anda comigo, pai. Vamox lá. – Ele puxou-me até à cozinha. Estava a Lizy a fazer um bolo. Mal me vê e ficou estática.

- Lizy, precisamos de falar…- digo eu, enquanto a puxo para o corredor e deixo o Jack na cozinha a brincar com a bola. – Qual é a tua, hã? – abano-a pelo braço – Sua vagabunda, e a tua mãe é igual. Umas piranhas, mas isto não fica assim. Vou-te por no tribunal e vão-te tirar o Jack. Quer dizer se não fosse a Mel, eu nem sabia onde é que vocês estavam! – Encosto-a à parede e olho-a nos olhos. Consigo sentir a sua respiração… - Qual é a tua? – Mal acabo de dizer isto e ela beija-me. Ai mas ela pensa que eu sou o quê? Não brinco. Afasto-me dela e olho para ela com nojo. – Não quero nada contigo….Achas que com um beijo me ia esquecer do que me fizeste?

- Pode ser mais Tom…. – Mas que vaca…eu não acredito que ela me disse isso….

- CALA ESSA BOCA! Eu não quero nada de ti, NADA. Muito menos sento alguma coisa por ti….Espera se calhar até sinto…nojo, raiva, ódio… - olho sério para ela. –
O Jack vai comigo para casa, depois logo vejo o que faço contigo.
Saio de ao pé dela. Ainda estou chocado com as palavras dela….é mesmo uma vadia. Pego no Jack e levo-o para casa.

- Papá, poque é que gitaste com a mãe? – Diz ele, enquanto fechava a porta do meu popó.

- Gostavas de viver comigo, Jack? – Agacho-me para ficar à mesma medida que ele. – O pai estava a pensar em ficares cá comigo em casa….o que dizes? – Tenho medo que ele não queira…Acho que não vou gostar de ouvir um não.

- A mamã também vem? – Ele olhava sério para mim. E agora como é que eu lhe digo que não gramo a mãe dele nem pintada de ouro? Ela não vem de certeza, isso é que era bom.

- Sabes Jack, o papá não se dá muito bem com a mamã e se tu vieres ela não vem. – Escuso de estar com rodeios, esta é a verdade. Eu sei que fui estes anos todos um pai ausente, mas a culpa não é minha. Ela escondeu-me isto tudo.

- Max eu queia muito que ela também viexe comigo… - tadinho, está com uma carinha tão triste…Mas a Lizy em minha casa é que nem pensar! – E se a minha mãe pintaxe o cabeo de loiro, tu deixavas pai? – ahahahah só ele para me fazer rir num momento destes. Ele pensa que eu não gosto da mãe dele por ser morena, antes fosse isso. Ela não vale nada.

- Não Jack, não é isso. A tua mãe é muito bonita assim, mas eu não gosto dela nem ela de mim, por isso não faz sentido estarmos juntos, entendes? – Ele olha para mim confuso, se calhar compliquei demais as coisas….

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Dom Set 05, 2010 3:54 am

Está tão fixe esta fic *-*
Agora o Jack deve ir perguntar algo do género: se não gostam um do outro, porque é que me fizeram? xDD
Aí é que o Tom se vai ver grego para responder xD

Quero mais ^^

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Dom Set 05, 2010 5:07 am

Obrigada Kelly ^^
Ainda bem que estás a gostar desta fic.
O próximo capítulo está pequenino, mas é importante.


15º Capítulo


- A mãe gota de ti. – ele fita o chão. Mas que conversa é essa? Eu até acho que aquela vaca não gosta de ninguém! Até se queria vender a mim… - Ela dixe-me uma vex que tu erax o paixão da vida dela. O que é que qué dize paixão? – Pronto. Lá vem ele com perguntas difíceis.

- Então, paixão é um sentimento muito forte que uma pessoa sente por outra. Eu nunca senti isso por ninguém, por isso não consigo explicar muito bem… - Pego nele ao colo e levo-o para casa – Mas, queres ou não?

- Max depoix a minha mãe fica tiste xe eu a deixar…. – Ele está a brincar com as minhas tranças, é habitual ele fazer isso. – Eu não queo que ela fique tiste. – Ele olha-me sério nos olhos. Ora! A mãezinha dele fica triste e eu não, queres ver?!

- Pois é Jack, mas se tu continuares a viver com ela eu também vou ficar triste. – retribuo-lhe o olhar. Eu sei que isto é difícil para ele e que o estou a colocar numa situação complicada. Mas mais cedo ou mais tarde isto ia acontecer. Eu não o posso perder. Imaginem que se eu ponho a mãe dele em tribunal o Jack se revolta contra mim? Depois o que é que vai ser de mim? Eu não quero isso…. – Então Jack? Queres ficar comigo ou não?

- Não, – desvia o seu olhar do meu. Eu não acredito que isto me está a acontecer. NÃO PODE! Ele trocou-me por ela. Como é que isto é possível?!
Eu sento-o no meu sofá e subo para o meu quarto, não quero que ele me veja assim. Sinto os meus olhos a encherem-se de lágrimas e a revolta apodera-se de mim. Isto é tudo por culpa dela! Se eu tivesse acompanhado o Jack de bebé aposto que ele ia preferir-me a mim. Começo a chorar descontroladamente. Isto só pode ser um pesadelo. Atiro-me para a cama e agarro-me à almofada. Toda a confiança que eu tinha com o Jack acabara de ser destruída com uma pequena palavra, “não”. Todos os meus projectos futuros foram por água abaixo. O Jack não me quer.

Passou uma hora e eu continuo aqui imobilizado na cama. Não sei onde o Jack possa estar, mas agora também não estou com cabeça para estar com ele. Sinto a presença de alguém…deve ser só o Bill.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Dom Set 05, 2010 1:17 pm

Vai ser o Jack, não vai? *-* Tem que ser o Jack!!
Que Tom-papá fofinho! ^^

Quero mais! Vá lá, Alexa...

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Momo.O
Administração
Administração
avatar

Mensagens : 1149
Points : 14725
Data de inscrição : 11/07/2010
Idade : 23
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Dom Set 05, 2010 1:25 pm

A pedido de muitas famílias xD aqui vai mais um capítulo.

16º Capítulo

- Papá, poque é que tas a chorar? – Ele senta-se ao meu lado. – Eu não queo que fiquex tiste. – pois, agora é tarde demais para me dizer isso. Eu sinto-me trocado por uma vagabunda.

- Deve ser impressão tua. – Sorrio, enquanto as minhas mãos secam as últimas lágrimas que ainda permanecem no meu rosto. – Eu estou muito feliz. Muito mesmo, melhor que nunca. Assim até fico com mais tempo para mim e tudo. Tens razão é melhor assim…Poupas-me trabalho e tempo. E na verdade…eu ainda sou um estranho para ti, não é? – Levanto-me rapidamente. Se calhar exagerei…Mas não aguento mais. Tudo o que eu menos quero é descarregar em cima dele. Ele não tem a culpa.

Ele não responde. Apenas baixa a cabeça e abana as suas pernas.

Eu preciso de desabafar. Tenho que procurar o Bill. Eu sei que o Jack não tem a culpa mas fiquei irritado com as palavras dele. A mãe dele não presta e ele ainda não percebeu. Só espero controlar-me até à hora do levar para casa, senão nem quero ver….

O Jack pega no comando e liga a tv. A minha sorte é que não estava lá nada de mal, não tenho tido tempo para ver a mansão da playboy e como não estive em casa estes dias também não tinha lá nenhum DVD dessas indecências. Opá nem sabem a raiva que isto me está a meter, palavra. Agora até olhar para ele me irrita. Afinal ele não gosta de mim. Preferiu a outra catatua, eu ainda nem acredito….
É isso preciso dum banho para relaxar… Vou até ao WC. Dispo o resto da roupa que ainda me faltava e entro na cabine. Rodo a torneira e começa a cair sobre mim água gelada…

[flash back]

Estávamos no baile de finalistas, uma noite maravilhosa. Mas para mim uma noite sem sexo não é nada por isso deixa-me mas é procurar uma vítima. Sento-me no balcão, aqui está-se bem. Consigo ver todas as meninas a dançar e digo-vos que há com cada uma… Eu sei que todas sonham para ter uma noite comigo, eu sou muito competente naquilo que faço.

De repente uma menina aproxima-se de mim. A Lizy. Fogo tinha logo que me calhar ela…Pronto, tenho que admitir que ela hoje nem está tão má como costuma estar. Não tem os óculos e está com maquilhagem. Tem os olhos muito bonitos, só agora é que reparei. E o vestido é razoavelmente curto, o que eu adoro.

- Olá Tom. – Ela aproxima-se de mim, encostando o seu corpo no meu. – Estás aí tão sozinho… - passa a mão por cima do meu membro. – Acho que hoje podíamos divertir-nos imenso…os meus pais estão fora e o meu irmão foi dormir à casa da namorada…Se quiseres… - pega nas minhas mãos e coloca-as na sua cintura. – Podia mostrar-te a verdadeira Lizy, o que dizes? – Ela beija-me. A sua boca sabe a morango, é bom. Retribuo o beijo. Aquilo era delicioso demais para ser verdade.

Enquanto as nossas línguas brincavam, ele conduzia-me até à rua. Estava frio, por isso puxei-a mais para mim, os braços dela estavam gelados...E apesar de ela estar mais produzida não quer dizer que eu vá ter alguma coisa com ela, acho que posso arranjar melhor…

- Olha Lizy…Eu tenho que voltar para o baile, sabes como é que é. Está lá o meu irmão e depois se ele não me vir vai ficar aflito e… - Ela passa o seu dedo pelos meus lábios, impedindo-me de falar.

- Esquece Tommy…Podemos ir só até minha casa beber qualquer coisa. O meu pai tem lá cenas fixes… - Para beber, bebo no baile de finalistas, não é preciso ir a casa dela.

- Estás com medo de mim, é? – Ela morde o seu lábio, enquanto olhar para mim com um ar provocador. Digamos que aquele aparelho também não ajuda mesmo, ficava mais sexy se não o tivesse. Opah e o decote dela está mesmo a pedir as minhas mãozinhas.

- Pronto, está bem. Vamos lá! – Ela sorriu. Os seus olhos brilhavam imenso, se calhar estava com lentes. Só agora é que reparo no corpo dela e não é feio. Tem bastantes curvas, mas com as roupas que ela leva para a escola, que parece que são do século passado, não dava para ver nada.

Chegámos a casa dela, e ela levou-me imediatamente para o quarto.

- Mas então não íamos beber qualquer coisinha? – Pergunto eu. Sou tão inocente, o que ela queria era outro tipo de bebida. Ela sai do quarto e passado 5 minutos volta apenas com uma lingerie preta de cortar a respiração e uma bebida que nem reparei bem no era.

- Oi Tommy. – Ela sabe como me provocar. Serve-me a bebida e eu engulo tudo duma vez. Era muito forte, a minha garganta parecia estar em chamas e senti algumas tonturas – Estás assim com tanta sede? – Voltava a encher-me o copo e eu repeti o que tinha feito. – Se continuares assim, a garrafa acaba-se num instante, – voltava a encher o copo.

- Tu não bebes, Lizy? – Ela ficou um pouco sem jeito e não respondeu. Não porque é que ela fez isto. Será que a bebida tinha alguma coisa? É melhor não beber mais – Chega…tenho a garganta a arder.

- Só a garganta? – Sobe para cima de mim e aproxima os seus lábios do meu ouvido – Eu tenho o corpo todo em chamas… - Morde-me o lóbulo da orelha. Ela estava a conseguir o que queria. O Tommy estava cada vez mais a ocupar-me o espaço livre que ainda tinha nos boxers. Ela começa a despir-me até eu ficar só de boxers.

- Lizy….precisamos de protecção… - Digo eu. Possas, não queria ser pai logo agora, ainda por cima dum filho dela. Ela levanta-se rapidamente e desaparece. – Queres ver que ela está a brincar comigo…. – Passado 5 minutos, ela volta com uma embalagem dum preservativo. Que alivio…pensei que me tinha deixado pendurado.


[flash back off]

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kelly
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 841
Points : 14295
Data de inscrição : 13/07/2010
Idade : 27
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   Dom Set 05, 2010 2:23 pm

Belo sítio para ele se lembrar da cena com a Lizy -.- logo no banho xD
Ele foi bastante bruto para o filho, coitadinho Sad

Se eu pedir muito, postas outro? ^^
Posta posta posta posta!! *-*

_________________




Love is a game...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 25 minutos com Tom Kaulitz   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
25 minutos com Tom Kaulitz
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» 25 minutos com Tom Kaulitz - [último]
» Gala.de - Bill Kaulitz: A tentação loira
» As Roupas de Apresentação do Tokio Hotel: O Que Acontece Quando Bill Kaulitz Tira Sua Jaqueta?
» Eu casei com quem ?! - com tom kaulitz -
» Bill Kaulitz moreno novamente?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Zoom Into Tokio Hotel :: Imagination Area :: Fanfics-
Ir para: