Um fórum para tu partilhares as tuas fan fictions sobre os Tokio Hotel, onde também poderás encontrar notícias e muitas mais coisas sobre eles.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Sangue Puro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Natalina
Humanoid
Humanoid
avatar

Mensagens : 28
Points : 12175
Data de inscrição : 26/03/2011
Idade : 22
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Sangue Puro   Qui Jun 02, 2011 11:38 am

Obrigada Smile

19º Capitulo

Tocou para entrarmos. Fui para a sala e Julia estava sentada no lugar de Anders que por sua vez estava no da irmã. Ricky e Liam estavam nos seus lugares.
-Oi Liza – disse Anders sorrindo.
-Olá.
-O que se passa entre ti e a minha irmã?
-Nada – reparei que ele ia falar outra vez e adiantei-me – Não me apetece falar Anders.
-Está bem, não insisto.
A Prof. chegou.
-Bom dia meninos!
-Bom dia – respondemos em uníssono.

***

Ao almoço:

-Eu sei que não queres falar, mas…
-Eu beijei o Ricky.
-Tu o quê?
-Por favor, não fiques chateado comigo. Eu preciso de amigos, não de inimigos.
-Gostas dele?
-Não.
-Então porque o fizes-te?
-Não sei.
-Ok, mas o que é que a minha irmã tem a ver com isso?
-É complicado.

***

As aulas acabaram e fomos para casa. Hoje era sexta-feira. No carro, o único que falou foi Anders. Chegámos a casa e cada um foi para o seu quarto. Jonh ainda não tinha chegado. Deitei-me na minha cama e comecei a pensar nos meus pais, amanhã seria o funeral deles. Não cheguei a jantar, o que me fez acordar a meio da noite para comer. Depois de ter comido fui para o meu quarto e acordei ás 8 da manhã. Saí de casa ás 8:30.
Cheguei a uma floresta que era perto da minha casa e que se seguia com um rio. Segui-o e ao fim deste havia uma cascata que acabava com um lago. Saltei pela cascata abaixo de acordo com a minha vontade, cheguei ao lago sem nenhum dano. Comecei a nadar até me cansar, aquilo sabia tão bem, lembrava-me a floresta onde tinha estado no meu sonho. Sentei-me á margem do lago, á espera que as minhas roupas secassem, passado algum tempo decidi ir embora. Levantei-me e quando me virei…
-Olá – disse Liam.
-Olá. Tu por aqui?
-Sim – sorriu – Gosto de vir aqui para pôr as ideias em ordem.
-Esta é a primeira vez que aqui venho e ajudou-me a pensar.
-Posso saber no que estavas a pensar?
-…Nos meus pais…no funeral deles…

Fez-se silêncio…

-Eu…não quero ir…
-Vais se quiseres, mas é estranho.
-Tudo o que é estranho tem a ver comigo – Rimos – Sou uma cobarde!
-Não, não és.
-Sou sim! Tenho medo de os enfrentar, tenho medo de os ver a serem enterrados, tenho medo de ver aquelas pessoas todas…Tenho medo…
-É normal, aconteceu-me o mesmo com os meus pais.
-Enganas-te, tu não matas-te os teus pais e não foste o único sobrevivente de um acidente fatal.
-Mesmo assim. Devias ir, ao menos para lhes pedir desculpa, para dizer o quanto gostas deles e que lamentas. Eles vão estar sempre contigo, eles vão continuar a gostar de ti e tu deles. Eles gostariam que tu fosses.
Não consegui conter as lágrimas e chorei. Liam abraçou-me. Depois de algum tempo abraçados, fomos nos afastando. Ficámos a olhar um para o outro, ele acariciou-me a face, a sua mão estava fria, mas eu gostava e beijou-me. Deixei-me levar pelo beijo, era frio mas foi-se tornando quente. Explorou todos os cantos da minha boca e eu fiz o mesmo. Não queria que aquilo acabasse, mas acabou.
-Obrigada – agradeci – Ajudas-me sempre – Levantei-me e ele faz o mesmo.
-De nada.
-Bom, agora tenho que me preparar para dizer adeus aos meus pais.
-Está bem.
-Encontramo-nos lá – Beijei-o na face e fui-me embora.


20º Capitulo

Cheguei a casa e encontrei Jonh, Anders e Julia preparados. Não lhes disse nada e fui tomar banho, vesti-me e fomos para o funeral. Chegámos lá e não havia muita gente.
-Vens? – Perguntou Anders.
-Eu já vou.
-Ok – saíram os três do carro. Fiquei ali até que me lembrei do que o Liam disse e saí.
Todos os que estavam ali presentes, olharam-me e depois vieram abraçar-me o que me deu vontade de chorar. Da minha escola, estavam a minha professora, o Liam e uma rapariga e um homem que estavam com ele, o Ricky e a Jen com os seus pais.
-Elizabeth, minha querida – Olhei para trás e vi a minha antiga vizinha.
-Sra. Flinn – Abracei-a – Que bom vê-la.
-Trata-me por Anna, querida – Fez uma pausa - Nunca mais tive notícias tuas, pensei que se tinham mudado até que vi o jornal e lamento muito, ninguém merece passar por isto.
-Obrigada. Tê-la aqui ajuda muito – Deitei uma lágrima.
-Lamento muito Elizabeth – disse uma rapariga – Sou a irmã do Liam e podes contar comigo apesar de não nos conhecer-mos.
-Obrigada – Abraçámo-nos, a pele dela também era fria. Até nas piores ocasiões reparo em coisas inúteis – pensei.
-Está na hora – disse Jonh.
-Queridos irmãos… - Começou o padre.
Deitámos as flores, não parei de chorar um só minuto. Foi tão difícil vê-los a serem enterrados. Quando acabou fiquei ali um bocado e as pessoas foram-se embora.
-Des…cul…pem-me – disse entre lágrimas, olhando para a campa dos meus pais – A culpa foi toda minha. Eu só quero que saibam que eu amo-vos, muito – Pus a flor que tinha na mão, ao lado das outras. Levantei-me e fui até ao carro. Estavam todos á mina espera.
-Obrigado por terem vindo – disse – Significa muito para mim.
Entrei no carro e fomos para casa. Corri para o meu quarto, tranquei a porta e chorei.

No dia seguinte…

-Liza! Acorda! – Era Julia, não respondi – nós vamos para a escola, vens?
Passado algum tempo deixou de bater á porta. Sentei-me na cama e comecei a lembrar-me do meu primeiro mês de aulas. Ouvi a porta de baixo a bater, fui tomar banho e depois vesti-me. Saí de casa, não tinha vontade nenhuma para comer. Fui para a escola a pé.

No caminho para a escola…

Um carro parou á minha frente. Era Liam.
-Queres boleia?
-Não me importava – sorri. Ele abriu-me a porta do carro e entrei, depois fez o mesmo e fomos para a escola.
-Já estás melhor?
-Sim, um bocado. Ontem quando me apresentas-te a tua irmã e ela abraçou-me, vocês têm a pele muito fria. Isso é genético?
-Ah...Deve ter sido impressão tua.
-Não, não foi.
-Antes de virmos para aqui, vivíamos numa região muito fria e a nossa pele habituou-se.
-Ok. Ela não é nada parecida contigo.
-Pois não, queres ouvir música?
-Sim pode ser.
Ficámos calados até chegarmos á escola. Fomos para a aula e Julia olhou-nos. O dia passou muito rápido, e a Julia não me falou.

(Toque de saída)

-Liza, será que pudemos falar? – Perguntou-me Julia.
-Sim, pode ser – Fomos para o pátio.
-Desculpa-me Julia, eu não tinha em mente gostar do Liam e eu prefiro ser tua amiga, eu vou esquecê-lo prometo.
-Eu é que o tenho de esquecer. Quando vos vi a entrarem na sala pensei: Uau! Eles ficam tão bem juntos, foram feitos um para o outro.
-A sério?
-Sim, deu para ver que ele gosta muito de ti. Aliás, ele nunca me deu muita atenção e eu só o acho giro e simpático, nunca cheguei a gostar mesmo dele.
-Então? Podemos voltar a ser amigas?
-Não, mas podemos ser melhores amigas, aceitas?
-Claro que aceito! – Abraçámo-nos.
-Olá – olhámos para trás em simultâneo e era a Jen.
-Olá – dissemos.
-Voltaram a ser amigas?
-Sim – respondemos.
-Também posso?
-Hã?
-Eu fui uma estúpida, um rapaz não se pode meter entre nós.
-Concordo! – Disse Julia.
Abraçámo-nos.
-O que te fez mudar de ideia?
-Tinha saudades.
-E?
-O Ricky veio falar comigo e disse que gostava de mim e PEDIU-ME EM NAMORO.
-AHHHHH! Aceitas-te?
-Claro que sim.
-Pelos vistos ele seguiu o meu conselho.
-Foste tu? – Perguntou-me Jen.
-Ele só precisava de um empurrãozinho, vocês sabem como são os homens…
-Pois.
-E se fossemos comemorar no shopping? – Perguntou Jen.
-Isso nem se pergunta! – Respondemos.

COMENTEM!!!!!!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Natalina
Humanoid
Humanoid
avatar

Mensagens : 28
Points : 12175
Data de inscrição : 26/03/2011
Idade : 22
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Sangue Puro   Sex Jun 03, 2011 3:10 pm

Capitulo'S 21 & 22


Depois do shopping eu e Julia voltámos para casa. Nas primeiras noites, depois do funeral dos meus pais, passei-as a chorar, mas agora tinha o apoio dos meus melhores amigos e do Jonh. As semanas foram passando e nada de importante aconteceu, conheci mais o Liam e fomos nos aproximando, depois das aulas íamos para a floresta, na zona da cascata.

Duas semanas depois...
(Sexta-feira)

Chegámos á escola, como sempre e dirigimo-nos á mesa onde nos costumamos encontrar. Conhecemos mais pessoas, o Yuri (da equipa de futebol), a Sidney (do clube de dança que eu, a Julia e a Jen frequentamos fora da escola), o Daniel (vocalista da banda da escola, têm muito sucesso) e a Kim (directora da associação de estudantes).
-Olá – Dissemos. Na mesa encontravam-se o Daniel, a Sidney e a Kim.
-Olá – disseram. Sentámo-nos.
-Vocês vão ter um jogo hoje, não é? – Perguntou a Kim ao Anders.
-Sim, vamos.
-O que estás a fazer Daniel? – Perguntou Julia.
-A escrever uma canção, vamos actuar amanhã, lembras-te?
-Já me tinha esquecido – “Cá para mim, estes os dois…” pensei.
-Olá – disse Jen, chegando de mãos dadas com Ricky.
-Olá – dissemos. Sentaram-se.
-Os outros? – Perguntou Jen.
-Ainda não chegaram – respondi. Não prestei muita atenção ao que eles estavam a falar. Vi o Liam – Já venho.
Fui ter com Liam.
-Olá – disse Liam.
-Olá, tudo bem?
-Sim e contigo?
-Bem.
-Olha…
-Sim? – Perguntei impaciente.
-Eu estive a pensar e…
-E?
-Queres ir jantar comigo hoje?
-Eu? Comigo? Como num encontro? – Perguntei atrapalhada.
-Sim, sim e sim.
-Está bem.
-Pode ser às 20h?
-Por mim, está óptimo. Xau.
-Xau – virei-me para ir embora e a Julia e a Jen já estavam á minha beira. Assustei-me.
-O que foi que ele disse? – Perguntaram.
-Assustaram-me.
-Diz!
-Ok, ok. Ele convidou-me para sair com ele, hoje.
-Ahhh! Aceitas-te?
-Sim.
-Isto merece uma ida ao shopping – disse Jen.
-Concordo! – Acrescentou Julia.
-Credo! Passas a vida no shopping.
-Tem de ser, para ficar bonita.
Tocou para entrar-mos. A Prof. demorou a chegar, coisa que não é habitual nela. Pouco tempo depois chegou.
-Psst, Liza – Olhei para o lado e Julia estendia-me um papel – É do meu irmão. Abri-o:


“O que foste falar com o Liam?”


Respondi:

“ Falamos lá fora”


– Não gosto muito de falar por papéis.

(Toque de saída)

-Então, o que queria ele?
-Nada de especial.
-Não és boa a mentir.
-São coisas minhas Anders!
-Liza, só não quero que te magoes. Ele é um mulherengo.
-Pára! Só podes estar a fazer confusão, o Liam que eu conheço não é assim como o descreves! É melhor ir-me embora, senão isto não vai acabar bem.
-Espera! Desculpa.
-Estou farta, esta não é a primeira vez nem a segunda que dizes isso. Estás sempre a dizer isso, ou outra coisa! O que se passa?
-Eu…eu…
-Sim?
-Eu gos…esquece.
-Já esqueci, vamos? Estou cheia de fome.
-Vamos – sorri.

Saímos da escola e fomos directamente ao shopping. Experimentei vários vestidos, não consegui descansar nem um bocado. Saíamos de uma loja, e íamos logo para outra. Por fim escolhemos o vestido perfeito, fomos para casa. Cheguei e fui tomar banho, maquilhei-me (coisa que eu não faço muito), depois fui por o vestido. Era vermelho, com um decote, nem muito grande nem muito pequeno, ficava-me acima dos joelhos. Tinha uma pequena abertura no lado direito. Encaracolei o cabelo, pus dois ganchos pretos, uma mala também preta, saltos altos pretos e um casaco preto. Desci.
-Uau – disse Anders – Onde vais assim?
-Sair – disse Julia.
-Contigo?
-Não, com o Liam!
-O quê?! – Tocaram á campainha. Julia foi abrir.
-Boa noite – disse Liam.
-Boa note – disse.
-Estás linda – disse ele, corei.
-Obrigada – sorri.
-Adeus – disse acenando para Julia e Anders, depois saí.
Liam abriu-me a porta do seu carro. Depois fomos. Falámos sobre várias coisas no caminho para o restaurante. O nome do restaurante era Breadstix. Era tão refinado. Fizemos o pedido. O jantar foi o máximo. Saímos do restaurante e fomos dar uma volta num jardim que havia ali perto.
-Adorei o jantar – disse.
-Eu adorei a companhia – sorri.
-Estava tudo perfeito. Isto é embaraçoso, mas este foi o meu primeiro encontro.
-A sério? Como é que uma rapariga sou assim tão bonita como tu, só teve um encontro?
-Eu não sou assim tão bonita.
-Claro que és, e não só. És simpática, tímida, tens um sorriso maravilhoso - olhamo-nos nos olhos – e, eu não sei o que mais devo dizer.
-Obrigada – fomo-nos aproximando e beijámo-nos. Não sabia como descrever a sensação que estava a sentir. Era boa, muito boa e queria mais, não queria que aquilo acabasse.
-É melhor eu ir para casa – disse afastando-me.
-Ok.
Cheguei a casa e dirigi-me para o meu quarto, pouco tempo depois a porta bateu.
-Sim? – Perguntei.
-Posso entrar, Liza?
-Entra Julia.
-Como correu?
-Bem.
-É só isso que me dizes?
-Sim, o que queres ouvir?
-Tudo!
-Fomos jantar a um restaurante lindíssimo, depois fomos para um jardim que havia ali perto e ele elogiou-me tanto e depois beijámo-nos.
-Vocês o quê?!
-Foi tão lindo.
-Gostas-te?
-Claro que sim! O Liam é tão querido.
-E depois?
-Fui-me embora.
-Foste embora?! Não tens experiência nenhuma!
-Fiz mal?
-Sim! Ele gosta de ti. Deu-te todas as provas do mundo e tu dás-lhe uma tampa dessas?
-E agora o que faço?
Julia ia responder até que recebemos uma mensagem:


“De: Camilla Torres.

Festa na minha casa no Domingo.
Podem trazer no máximo 3 pessoas.
Os convites serão entregues na escola.
Bj’s.

P.S: Só para pessoal da escola e apareçam!”.


-OMG!
-Que foi?
-Esta é a maior festa da escola, quer dizer do ano!
-Ai sim?
-Yah! Eles organizam uma festa por ano. A casa deles é enorme, tem um jardim enorme. É muito linda. Toda gente vai.
-Ok.
Ficámos a conversar e só dormimos ás duas da manhã.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
crupreap
Humanoid
Humanoid


Mensagens : 1
Points : 10756
Data de inscrição : 29/12/2011

MensagemAssunto: Re: Sangue Puro   Qui Dez 29, 2011 7:05 am

A married static parrots russian against the breach. Russian breaks in a bullet. The spoof snacks beside russian. An expert resistance postpones the spy. Russian gasps without a manufacturer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.juicelow.info
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sangue Puro   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sangue Puro
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Manifesto Contra Os Inimigos Do Puro Rock !!
» 2012.02.18 - SACRACY OF BLOOD @ Bar Puro (Sardoal)
» Puro pecado
» Sangue no Contrabaixo!
» Sangre Cavallum (Dark Folk)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Zoom Into Tokio Hotel :: Imagination Area :: Escrita Livre-
Ir para: